a canção das almas perdidas

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010.
perdida nesse meu mundo escasso
uma lágrima perde-se na escuridão.
um conflito de personificação
ato de destreza do acaso.
um naufrágio de ilusões tão reais
[ infidável aptidão pelo desconhecido
ânsia insaciável,cede de infinito
desejos inebriantes...incontroláveis!

amo a infinidade dos meus sonhos não vividos
sonhos que levei com migo.
densos surtos metafísicos
nebulosos...esquisitos ....

capciosa utopia funesta
tatuei na alma tudo que sinto
razões,angustias grotescas
de mergulhar-me no eterno recinto.

ser a canção das almas esquecidas
de melodia lasciva e insolente
a poesia gótica e demente
recitada por uma poetiza maldita.

mas um anjo caiu:a escolhida
que a morte estendeu-lhe a mão
para dançar, enfim a ultima canção
que todos ao de dançar um dia!!
(autora:lady.6.4.3)

2 Comentários:

Anônimo disse...

Ponto, pronto dona Ana das Karolina, o ancião dos grimórios visitou teu blog e como já citei...excelente, pq é ordenado, e odeio bagunça...rs
Parabéns, seja como for sua convicção, ela tem um propósito, e como se destaca dos demais da sua geração, vc encontrou as mesmas respostas que todos pensam que tem mas relutam para aceita-la!
paix et lucis prosperitás

lady dark disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

 
† Poemas Góticos † © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |