Preso

terça-feira, 21 de junho de 2011.

Feixes de luz entram
Nesta prisão escura
eu me ajoelho e suplico.
sempre desamparado, sempre perdido,
Preso aqui
Esperando o julgamento final

Formas angelicais feitas em painéis de vidro,
se juntam com a poeira, dançando no ar
formando uma imagem em minha mente,
penetrando minha alma secreta.

Lágrimas em um rosto imortal.

Eu levanto minha cabeça, agora
clamando por
essa salvação alheia.
Lady Dark

10 Comentários:

Lady Macbeth disse...

Como sempre lindo poema linda...Adorei mto!!!

Bjos

Killer disse...

Será que realmente tem alguem ai que quer nos salvar da solidao?

Eu desisti de esperar :/

lady dark disse...

Obg Lady Macbeth ♥ *-*

lady dark disse...

aa killer também me pergunto isso =/
acho pouco provável que tenha..

Fael...Sweet Dreams disse...

Seriamos nós eternos escravos de nossas mentes?
Ou ela seria uma obscura mensagem de intuição, a nos guiar pelas melancólicas estradas da escuridão?
Beijos entorpecidos em solidão...

lady dark disse...

É querido nos somos escravos da mente, em váris ocaziões da vida nos pensamos coisas que não queriamos, a mente tem um poder insubstimavél. pois na minha opinião somos sim e sempre seremos escravos da mente vive a mente e morre o corpo como dizia Platão...
Bjs boa noite! ♥

Paullo Dark disse...

simplesmente incrível!

lady dark disse...

Muito obrigado paullo dark =D

emy_joice disse...

minha casa e uma prisao
aonde n consigo ter paz,
pq? pq? pq? vc se foi me deixando tao so outra vez, estou tentando viver, meu unico abrigo e aquele quarto onde nos deitavamos e eu te olhava nos olhos e ti dizia te amo,vc me abraçava prometendo me tira desse lugar. agora estou aqui a tua espera meu amor, jamais fechando a janela e esperando o dia passa, vou te espera

Deusa Das Trevas disse...

Olá, sou nova site e amos todos os poemas seus, Lady Dark. É bom saber que existem pessoas como eu, que se sentem da mesma forma. Também cansei de esperar que alguém me tire da solidão, acostumei a viver em trevas internas e em silêncio...

Postar um comentário

 
† Poemas Góticos † © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |