10

Ira Lasciva

domingo, 29 de janeiro de 2012.

Quantas vezes ocultamos em nós lágrimas e nuvens de tristezas no céu de nossas mentes[?] Lamúrias camufladas em formas de sorriso! Por isso amo essa coisa de introspecção, guardo no báu dos meus olhos turvos e taciturnos, meus mistérios e segredos... meu grito em silêncio! Guardo minhas dores no porão da minha alma. Essa mesma que me açoita, me acaricia, me ensina e me acalma. Deixo a vocês a postagem abaixo, com fragmentos de dualidade de espírito, um lado que todos temos... às vezes anjo... às vezes demônio. O que desperta em seu âmago? Leia a postagem, depois responda a sí proprio, se possível compartilhe a resposta com os olhos dos que por aqui perpassam, ou continue guardando em segredo. Boa Semana a todos... [Fael]

                       †Ira Lasciva

Eu sou o semblante triste, o sorriso curto e ainda tímido. Por traz dos olhos de esfinge, se esconde um vulto ou espírito.

Dentro da minha alma existe uma necrópole de vampiros suicidas mortos de overdose.

Fragmentos de poesia, anjos loucos num calabouço acusados de heresia e torturados pelo fogo.

São vagas todas as lembranças da insânia ingênua e lua fria. Fui traído pela falsa santa, na neve branca da melancolia.

Assim ao amor dos mortais, prefiro a solidão dos anjos. E a minha condição fugaz de simples ser humano.

Sou uma tela, sou um quadro surreal pintado à óleo e sangue. Sou guerreiro guardião do Santo Graal na clausura de Notre Dame.

                          [Rodrigo Q.]
                  Autor dessa Primazia

                              Site:
                    SpectrumGóthic

Leia Mais...
6

♥ Ama-me ♥ [?]

domingo, 22 de janeiro de 2012.

Olá amigos, lembram-se da postagem anterior, e nas mais diversas formas do amor[?] bem...
Amar é se dar com intensidade, é sentir o pulsar dos corações dentro de um mesmo compasso, é sentir a dualidade de um sentimento dentro de uma única paixão, é desse amor que vós falo, que nutre e devora, que assusta e apavora, que nos faz refém, nos rende, mas que se entrega também. Hoje li um poema, tão imortal quando sua autora, e coincidentemente da continuidade ao que abordávamos. Espero que degustem o máximo dessas que tanto saboreei...
Agradeço sempre a luz de cada olhar, e de cada espiar, e sempre lembrando da querida Lady ela é que faz todo o sentido da existência desse Blog... [Lady, você me faz falta...]
Boa Semana Amigos (as) e Leitores (as) ♥ Fael...

                           Ama-me[?]

Ama-me como por encanto, ria meu riso chore meu pranto. Ama-me com simplicidade de alma, verdadeira e vorazmente, ama-me simplismente.

Ama-me como um bicho sem pudor e sem leis, ama-me num esconderijo e sem dó nem piedade, crava em mim tuas garras de amor e de vontade.

Ama-me vertiginosamente à beira de abismos e alturas celestes, conforta a minha alma que há séculos espera perdida em guerra de sentimentos e dores, saudades e angústias. 

Salva-me de mim mesma! mas ama-me. Ama-me como a muito tenho esperado, ama-me com a paixão dos desencarnados, ama-me com a piedade dos bons, e o desespero dos rejeitados.

Ama-me no céu como no inferno, sem tempo nem idade, ama-me com vitalidade. Ama-me nesta vida e em todas que puderes. Ama-me irrestrita e desesperadamente.

Como se fosse a última ou única. Ama-me porque sinto saudades, porque só sei amar com vontades, porque tua existência é necessária porque teu amor tem verdades.

Porque apenas com você me sentirei plena, verdadeira, amada, completa e acalentada. Ama-me porque a noite é chegada, se demorares muito poderei não mais estar nesta estrada...

                       [Aisha Imortal]
Leia Mais...
12

Amor e Ódio

domingo, 15 de janeiro de 2012.

Amor, um sentimento tão único, tão pessoal que quando amado nas mais diversas proporções não mede limites ou distâncias, uma vez revolto se torna o mais perigoso e mortal dos sentidos humanos, desencadeando as piores situações catastróficas possíveis. Porém depois de curado pode nos imunizar totalmente e ensinarmos a ter mais cautela. Não podemos escolher a quem iremos amar, pois este é instantâneo e indomável, mas podemos matar essa semente, para que não seja daninha em nosso corações. Pense nisso antes de entregar seu coração a alguém...

*Enquanto refletem deixarei aqui um lindo poema dessa dádiva chamada Leni Martins
Boa Semana a todos, e muita sorte em seus relacionamentos amorosos, afinal precisamos nutrir um amor que nos devore. Beijos... [Fael]

                          Amor e Ódio

Eu te amo, com todo ódio que tenho, amo com o mais suave dos venenos com o mais doce sentimento, com a dor mais profunda de alguém [que] chora em silêncio.

Eu te amo com todo ódio que tenho!  
Amo com a fragilidade de uma flor amo com a força de um guerreiro.

Eu te amo e te odeio! com todos os sentimentos como a tempestade que passa como o assobio de um leve vento.

Eu te odeio, porque amo demais este amor que tenho!

                         [Leni Martins]
Leia Mais...
12

Jardim das Almas Mortas

sábado, 7 de janeiro de 2012.
                Começaremos o ano assim

Passeando por entre os túmulos deste funesto jardim... É aqui que deixo meus sentimentos recolhendo as pétalas de solidão, essas que perfumam minh'alma vazia, que tornam minhas noites de verão úmidas e frias, elas não precisam do teu calor tão pouco da tua companhia, já que com o veneno de tuas palavras sepultaste-me um dia... não deixe aqui teus olhos mareados d'água para que não desague tuas lamúrias em minhas mágoas... [Fael]

            †Que nós adentremos então...

Num jardim de altos muros essa noite fui passear
Guiado por um anjo negro que em todos lugares me fez passar...

Nesse jardim de altos muros que a luz impedia de entrar, era frio, morto, escuro, para onde quer que pudesse olhar...

Flores mortas pelo chão, fragrância de rosas murchas no ar... A morte era muito presente ali, não havia mais vida naquele lugar...

Em seus corredores longos e escuros eu percebia ao caminhar, que nem mesmo a poderosa quimera em seu interior conseguiria ficar...

Vultos sem face, corpos sem corações, lar dos condenados à eternidade de viver sem vida, de morrer em vão...

Onde encontrei tal jardim tão cheio de desolação[?]  A resposta causou me espanto, desespero, frustração... 

Percebi que o jardim das Almas Mortas, estava dentro do meu coração...

                    [Homem de Preto]

Leia Mais...
 
† Poemas Góticos † © Copyright 2010 | Template By Mundo Blogger |